CARNAVAL SFRUA

Maior grupo de samba organizado do país saiu à rua em Alhos Vedros

Vellhinha-1 Pagina-019O maior grupo de samba organizado do País voltou a desfilar pelas ruas de Alhos Vedros, na Terça-Feira de Carnaval. Em relação a domingo, manteve-se o frio, mas o sol substituiu a chuva e trouxe a boa disposição. Quase 500 foliões da Secção de Carnaval da Sociedade Filarmónica Recreio e União Alhosvedrense, “A Velhinha”, dançaram perante milhares de espectadores. Com plumas e samba, a festa fez-se ao estilo brasileiro, mas o Zé Povinho assumiu lugar de destaque no primeiro carro alegórico. Além deste, outros três recordaram corsos carnavalescos de edições anteriores, sob o tema “O nosso Carnaval não começou ontem”. Futebol, Cleópatra, tribos indígenas, Expo 98, cultura da Bahia, jóqueres e jogos de cartas, entre outros, deram vida a temas representados entre 1997 e 2011. Já na 24ª edição, o corso carnavalesco ‘presentou’ Alhos Vedros com um samba-enredo inédito. “A Velhinha é amor, e ganhou meu coração, já cheguei dessa viagem, a minha gente vai no baile do salão”. Este é um excerto da letra escrita por Ricardo Alves (Chora). Depois de três horas de desfile, entre a Praça da República e as Morçoas, o DIÁRIO DA REGIÃO acompanhou o regresso dos figurantes à “Velhinha”, onde alhosvedrenses deram os parabéns aos participantes e organizadores. “Hoje esteve fantástico, mas no domingo também ninguém desistiu. Saímos à última da hora e ninguém desistiu do desfile. Do pequenino aos mais velhos, fizemos a volta todas, fizemos uma coisa fenomenal”, comentou o carnavalesco Cláudio Neves ao Diário da Região do dia 14/02/2013